Este Decreto, Se Existir, é Absurdo

A Depressão Pela Pós-graduação é Um Tabu, Diz Pesquisador Da UFRN

O pesquisador Sérgio Arthuro leu um postagem pela revista Nature e decidiu publicar um texto sobre isto depressão na pós-graduação. Em pouco tempo, a publicação ganhou repercussão nas mídias sociais - até o último dia 10 de imediato tinha quase 40 mil compartilhamentos no Facebook. E foi aí que ele percebeu a tamanho do defeito.

Arthuro é médico, neurocientista e faz pós-doutorado no Instituto do Cérebro e no Laboratório do Sono do Hospital Universitário Onofre Lopes, da UFRN (Faculdade Federal do Rio Amplo do Norte). Arturo diz que não é especialista no cenário e resolveu escrever, sem intenção científica, inspirado nos anos de experiência no meio acadêmico.

Advertisement
  1. Dois No RU
  2. 08/06/10 17:36 - Maria Harley
  3. Energias Renováveis
  4. Engenharia de Sistemas e Computação
  5. 10 de outubro de 2016 às 13:Trinta e sete

A procura ainda aponta que não há números precisos a respeito da quantidade de estudantes de pós-graduação com depressão, principlamente já que a maior quantidade não procura ajuda. Curso de Maquiagem as taxas de depressão dobraram entre estudantes da graduação nos Estados unidos nos últimos quinze anos e a incidência de modo suicidas triplicou no período. http://www.bbc.co.uk/search/?q=cursos , estudantes construíram a página Students Against Depression (Estudantes contra a Depressão), que reúne histórias de quem agora passou pelo problema e dicas de que forma buscar tratamento. http://www.blogher.com/search/apachesolr_search/cursos reitera que o orientador tem um papel fundamental para proteger ou piorar a ocorrência dos pós-graduandos com problemas.

PERRENOUD (2002) salienta que pra formar um profissional reflexivo é preciso além de tudo formar um profissional capaz de compreender sua própria evolução, desenvolvendo competências e saberes mais ou menos profundos a partir de suas aquisições e de tuas experiências. Os saberes profissionais são, visto que, saberes da ação. Essa circunstância reforça a idéia de que os saberes profissionais são trabalhados e reconfigurados no assunto do próprio serviço. O momento histórico e curso de informática , como são entendidos os conceitos de escola e de ensinar e compreender, dita as concepções dos professores e devem ser considerados para entendermos a Geração Continuada.


Detalhes e algumas informações sobre o tema que estou enviando neste artigo pode ser encontrados em outras páginas de importancia assim como este https://myhousestay.com/suggestions-for-making-a-effective-home-based-business/ .

Advertisement

TARDIF (2002) defende que o saber não se diminui, exclusiva ou principalmente, a processos mentais, cujo suporte é a atividade cognitiva dos indivíduos, entretanto é também um saber social que se manifesta nas relações complexas entre professores e alunos. Há que “situar o saber do professor na interface entre o individual e o social, entre o ator e o sistema, a fim de captar a tua meio ambiente social e individual como um todo” (TARDIF, 2002, p.16). O projeto será fabricado na Ilha de Itaparica, especificamente com docentes da Rede Municipal de Educação de Vera Cruz-BA, em cinco escolas do ensino fundamental, com 20 professores.

Para esta pesquisa optou-se por fazer um estudo de caso qualitativo, que consistirá no levantamento de infos e estudo sobre a auto-criação continuada dos profissionais da educação pela Rede Municipal de Vera Cruz. Serão observados estilos referentes aos cursos de formação e os discursos e os saberes contextualizados nestes cursos, tomando como base a importância e inevitabilidade destas formações. As fontes de coletas de fatos utilizadas serão: entrevista; questionário fechados; visitação; história de existência; notas de campo; procura bibliográfica.

Advertisement

Por procura bibliográfica sabe-se um apanhado geral sobre isto os principais trabalhos realizados, capazes de fornecer dados atuais e significativas relacionados ao cenário. Nessa pesquisa serão consultados autores com reconhecida contribuição no que se refere à temática da procura, por exemplo COSTA, FREIRE, NÓVOA, PERRENOUD, PIMENTA, DEMO dentre outros. Pra arrecadação de fatos serão utilizadas as técnicas de entrevista, visitação e análise.

A entrevista e a visitação, utilizadas como técnicas pra coleta de dados, ao mesmo tempo em que valorizam a presença do investigador, assim como dão espaço pra que o sujeito investigado tenha independência de participar e enriquecer a investigação. Depois da coleta dos detalhes, os mesmos serão classificados de modo sistemática a partir de seleção (checape minucioso dos dados), codificação (técnica operacional de categorização) e tabulação (persistência dos dados de forma a analisar as inter-relações). Esta classificação possibilita maior clareza e organização na última etapa desta pesquisa, que é a elaboração do texto da dissertação. https://myhousestay.com/suggestions-for-making-a-effective-home-based-business/ , N. (org.) Formação de professores: imaginar e fazer.

Share This Story